Tártaro? Só o Dentista Pode Resolver!

Tártaro? Só o Dentista Pode Resolver!
0 8 de agosto de 2018

Fazer a limpeza de tártaro na Clínica é quase um clareamento, em alguns casos. Conseguimos uma melhora significativa no sorriso e na saúde bucal geral.

Seria maravilhoso poder ter o mesmo resultado em casa! Mas, para tirar aquele amarelado, apenas na cadeira do Dentista. O tártaro é uma formação endurecida da placa bacteriana que não foi retirada no dia a dia durante as higienizações. É semelhante a uma “pedrinha” que gruda nos dentes trazendo alguns inconvenientes à saúde bucal.

A sua retirada é feita pelo profissional com equipamentos e instrumentos adequados. A técnica empregada é aprendida na Faculdade ou em Especializações e, portanto, qualquer método ‘ensinado’ na internet, ou soluções caseiras, podem causar resultados indesejados e, pior, resultar em lesões graves!

Não precisa ter medo!

É um dos procedimentos mais simples da rotina da Clínica e também o que deixa os pacientes mais felizes.

Seus maiores aliados, junto com o fio dental. Foto: Pexels

Seus maiores aliados, junto com o fio dental. Foto: Pexels

Para fazer essa limpeza, usamos um aparelho de ultrassom e outros instrumentos manuais. Também pode ser utilizado o jato de bicarbonato. Nesse procedimento, é feita uma raspagem para remover o tártaro e alisar a superfície do dente. Assim, menos placa é acumulada e menos tártaro se formará futuramente. A indicação pode variar de pessoa para pessoa, mas a média mínima é de que você procure a Clínica ao menos duas vezes ao ano para fazer uma limpeza (profilaxia) de placa bacteriana ou a raspagem, se houver tártaro.

Quem não quer precisar passar pelo procedimento, basta evitar a formação de tártaro com higienização bucal no mínimo três vezes por dia, com escova, fio dental e enxaguante bucal para bochecho. A alimentação saudável diária também influencia diretamente na formação ou não de tártaro. Porém, são poucas as pessoas que realmente não precisam fazer essa profilaxia, nem que seja em intervalos maiores. Ou seja, as visitas devem ser rotina, para uma avaliação e, se necessário, cuidar de eventuais cáries e realizar a limpeza.

Para saber se você tem tártaro é simples. Olhe no espelho. Você verá alguns locais nos dentes com regiões opacas e volumes irregulares. Muitas vezes, o tártaro se acumula empurrando a gengiva e causando sangramento, além de dificultar a higiene do local. O ideal é que você procure a Clínica e seu Dentista preferido para avaliar.

Não perca tempo, pois o tártaro em excesso causa a retração gengival já citada acima e, pior, com a sua evolução, também determina uma perda óssea expressiva, provocando amolecimento e perda de dentes. Alguns até sem nenhuma cárie, por mais incrível que pareça.

*Obs.: Caso o paciente deseje realizar o Clareamento Dental à Laser, terá de realizar a profilaxia, no mínimo, uma semana antes, para a perfeita recuperação da gengiva e obtenção do resultado esperado. Posteriormente se faz a correção de eventuais restaurações dos dentes anteriores.

*Obs.2: Importante frisar que não adianta apenas realizar limpeza/profilaxia e deixar pra trás restaurações velhas, dentes quebrados/ausentes, tratamento endodôntico (canal) sem terminar e não usar próteses caso seja recomendado. O importante é a harmonia do sorriso e a funcionalidade em perfeito equilíbrio.

Agende no 17 3279-7066, aqui no próprio site ou WhatsApp (clique aqui).

Fonte: Adaptado de Agência Beta e Colgate – Terra

Posted in Artigos