Artigos, Curiosidades e Vídeos

0 9 de dezembro de 2019

O Botox na odontologia é utilizado tanto para fins estéticos quanto para fins terapêuticos e, para fazer uso da substância, é necessário que o profissional faça cursos de capacitação. A toxina botulínica, vulgarmente conhecida como Botox, é um ‘veneno’, extraído de uma bactéria chamada Clostridium botulinum.

Esse veneno é bastante tóxico e, quando infecta alimentos, pode levar as pessoas ao óbito. No entanto, quando utilizada na dosagem correta, a toxina botulínica ajuda a amenizar problemas e ainda promove o rejuvenescimento facial.

Quais são as indicações do Botox na odontologia?

É indicado para diversos problemas, proporcionando excelentes resultados. Veja, a seguir, quais condições podem ser corrigidas com o uso da toxina botulínica:

Sorriso gengival

Precisa Extrair o Dente do Siso? Saiba Tudo Aqui!

0 14 de maio de 2019

O que é?

extração do siso é uma cirurgia para a retirada dos dentes terceiros molares, conhecidos também como dentes do siso ou dentes do juízo. A cirurgia de extração do siso pode ser feita quando os dentes já nasceram ou mesmo para dentes que não vão nascer – é o chamado dente do siso incluso.

Indicações

A extração do siso deve ser feita apenas quando os dentes do siso não nasceram adequadamente na boca. Caso o dente esteja presente na boca e não comprometa a arcada dentária, ele funciona como os demais dentes do fundo, na fase final da mastigação, e não precisa ser retirado. A indicação de extração do siso se relaciona a:

Posted in Artigos
0 25 de março de 2019

Eis o motivo pra eliminar um foco de infecção do seu organismo: um dente cariado, aberto, quebrado, cheio de tártaro em volta ou aquele “caquinho” de raiz que sobrou e está lá na sua gengiva servem como meio de entrada de bactérias no seu corpo.⠀ Muitas vezes a infecção fica por ali mesmo, mas acontece (e não é assim tão raro) de uma bactéria que costuma viver apenas nas nossas bocas aparecer em outros lugares do nosso organismo, provocando grandes danos:⠀  No coração: pessoas que possuem doenças cardíacas congênitas (ou não) têm mais risco de desenvolver uma infecção grave, a endocardite bacteriana. A endocardite é causada pela bactéria Streptococus viridans, que se instala em certas áreas do coração.⠀

 Nas articulações: quando certas bactérias bucais se disseminam pela corrente sanguínea e atingem as articulações, podem causar uma doença chamada reumatismo articular agudo (artrite séptica), que causa muita dor e restrição de movimentos.⠀  Nos pulmões: embora seja menos frequente, bactérias aspiradas pela boca podem infeccionar os pulmões e a faringe, causando até pneumonia.⠀

Posted in Artigos
0 26 de setembro de 2018

Implante Dentário Imediato pós extração

Implante Dentário Imediato é aquele que é feito logo após a extração (exodontia) do dente natural. O implante é a melhor opção reabilitadora da odontologia, comprovada e consagrada com pacientes satisfeitos, seguros e com autoestima elevada. Com o implante imediato uma série de complicações futuras podem ser evitadas. Feita a extração do dente natural, a arcada tende a fazer uma movimentação óssea para ocupar o espaço vazio e modificar toda a mordida, alterando a posição original da boca. Se o paciente optar por um implante imediato, em uma só cirurgia ele retira o dente e já o repõe com a prótese, em um curto espaço de tempo. Essa ação manterá a estrutura da arcada, largura e altura do dente e o que é mais importante: o osso preservado o que aumenta o sucesso para tratamentos posteriores.  

E se preferir deixar para mais tarde, esperar a extração cicatrizar primeiro?

Esse é um grande erro do qual muitos pacientes escolhem, por achar traumatizante a cirurgia ou mesmo por questão de economia, optam por fazer a extração e deixar o implante para um segundo momento. Neste caso está abrindo precedentes para a criação de um terceiro problema que é o que citamos acima, a reabsorção óssea. O paciente terá que passar por uma n

Posted in Artigos
0 8 de agosto de 2018

Fazer a limpeza de tártaro na Clínica é quase um clareamento, em alguns casos. Conseguimos uma melhora significativa no sorriso e na saúde bucal geral. Seria maravilhoso poder ter o mesmo resultado em casa! Mas, para tirar aquele amarelado, apenas na cadeira do Dentista. O tártaro é uma formação endurecida da placa bacteriana que não foi retirada no dia a dia durante as higienizações. É semelhante a uma “pedrinha” que gruda nos dentes trazendo alguns inconvenientes à saúde bucal.

A sua retirada é feita pelo profissional com equipamentos e instrumentos adequados. A técnica empregada é aprendida na Faculdade ou em Especializações e, portanto, qualquer método ‘ensinado’ na internet, ou soluções caseiras, podem causar resultados indesejados e, pior, resultar em lesões graves!

Não precisa ter medo!

É um dos procedimentos mais simples da rotina da Clínica e também o que deixa os pacientes mais felizes.

Para fazer essa limpeza, usamos um aparelho de ultrassom e outros instrumentos manuais. Também pode ser utilizado o jato de bicarbonato. Nesse procedimento, é feita uma raspagem para remover o tártaro e alisa

Posted in Artigos
0 10 de julho de 2018

Estudos indicam que problemas como a GENGIVITE e PERIODONTITE podem impactar a fertilidade feminina. Foi o que demonstrou uma pesquisa apresentada no encontro anual da Sociedade Europeia de Reprodução Humana, no final de 2015. O levantamento mostra que as pacientes com problemas gengivais demoram cerca de dois meses a mais para engravidar do que as que têm a gengiva saudável.   Entre a comunidade científica, a hipótese mais aceita para explicar essa relação está na facilidade com que as bactérias presentes nas inflamações gengivais penetram na corrente sanguínea. Com isso, há uma maior ativação das células de defesa e a liberação de citocinas –  mediadores inflamatórios  importantes nas respostas imunes do nosso organismo -, que podem acabar por criar um ambiente pouco propício para a concepção. Corroboram com essa hipótese outros estudos que identificaram importantes alterações no endométrio (a camada interna do útero, responsável pela implantação do embrião) de mulheres que teriam periodontite crônica. Essas modificações no tecido uterino seriam responsáveis por uma maior dificuldade para engravidar. Conforme dados da Universidade do Michigan (EUA), 60% das mulheres que sofrem de endometriose (afecção inflamatória do endométrio) têm PERIODONTITE. Naturalmente, é válido ressaltar que

Posted in Artigos
0 16 de junho de 2018

A regra número 1 em casos de trauma dental é manter a calma. E a segunda regra é lembrar-se da primeira! A região da boca é extremamente vascularizada e qualquer tipo de acidente que envolva as estruturas dentais e de suporte pode levar um sangramento excessivo – o que pode ser um grande problema, especialmente no caso de crianças. Dessa forma, manter a calma e o raciocínio lógico é fundamental para que você localize a estrutura dental perdida, armazene-a adequadamente, consiga uma toalha para conter o sangramento (se for o caso), e procure um cirurgião-dentista para tomada de cuidados.

Fraturas coronárias

A fratura coronária está relacionada ao trauma em que apenas uma porção externa é perdida, e toda a base da estrutura dental ainda é mantida na cavidade bucal. Nesses casos, a dica é encontrar a parte fraturada e armazená-la em meio aquoso (soro fisiológico, água limpa ou mesmo leite) e procurar um cirurgião-dentista, que avaliará a possibilidade de utilizar o fragmento dental no processo de restauração dessa estrutura perdida.

Fraturas radiculares

Nesses casos, existe a possibilidade de perder ou não a estrutura do dente, uma vez que o elemento dental pode permanecer em sua posição, mesmo que fraturado. Em caso de acidentes, é fundamental procurar um cirurgião-dentista e fazer um exame radiográfico – com isso, é possível a

Posted in Artigos
0 13 de maio de 2018

A síndrome mão-pé-boca é uma doença altamente contagiosa que ocorre mais frequentemente em crianças com menos de 5 anos, mas também pode acontecer em adultos, e é causada pelo vírus do grupo coxsackie, que pode ser transmitido de pessoa para pessoa ou através de alimentos ou objetos contaminados. Geralmente, os sintomas da síndrome mão-pé-boca só surgem após 3 a 7 dias da infecção pelo vírus e incluem febre superior a 38ºC, dor de garganta e falta de apetite. Após 2 dias do surgimento dos primeiros sintomas, aparecem aftas dolorosas na boca e bolhas dolorosas nas mãos, pés e, por vezes, na região íntima, que podem coçar. O tratamento da síndrome mão-pé-boca deve ser orientado pelo médico pediatra ou clínico geral e pode ser feito com remédios para a febre, anti-inflamatórios, remédios para a coceira e pomadas para as aftas, com o objetivo de aliviar os sintomas.

Principais sintomas

Os sintomas da síndrome mão-pé-boca, geralmente, aparecem depois de 3 a 7 dias após a infecção pelo vírus e incluem:

  • Febre acima dos 38ºC;
  • Dor de garganta;
  • Dificuldade para engolir;
  • Muita salivação;
  • Vômito;
  • Mal-estar;
  • Diarréia;
  • Falta de apetite;
  • Dor de cabeça;
  • Aparecimento de manchas ou bolhas vermelhas nas mãos e nos pés e de af

Posted in Artigos
0 18 de abril de 2018

O cuidado no momento de higienizar dentes e gengivas após as principais refeições é imprescindível para evitar a placa bacteriana e a gengivite, que são estágios iniciais de várias doenças. Porém, existe um outro problema que está diretamente relacionado com a deficiência nos cuidados em saúde bucal que é a pericoronarite. O termo pode parecer novo para você, mas ele acomete um dente muito conhecido por todos, principalmente os mais jovens: os sisos.

O QUE É PERICORONARITE?

Pericoronarite é um quadro inflamatório ou infeccioso que ocorre em pacientes que possuem dentes semi-inclusos, ou seja, aqueles dentes que estão parcialmente em sua boca. Esse problema geralmente causa inchaço local, dor aguda e limitação na abertura da boca do paciente. É mais comum a sua ocorrência nos terceiros molares, no caso, os dentes do siso.

QUAIS FATORES PODEM CONTRIBUIR PARA A PERICORONARITE?

A pericoronarite ocorre quando o dent

Posted in Artigos
0 4 de abril de 2018

  “Meu filho não para de chorar e está com febre. Ah, deve ser algum dente nascendo.” Se você nunca disse isso, provavelmente já ouviu frases parecidas de alguma outra mãe. Essa ideia, no entanto, pode não ser verdadeira e ainda mascarar outras infecções que precisam ser investigadas mais a fundo. É essa a conclusão de uma nova análise, publicada na revista médica Pediatrics. “Se uma criança está com febre alta, sente um grande desconforto ou não quer comer, nem beber nada por dias, isso deve levantar o sinal vermelho de preocupação”, diz Paul Casamassimo, diretor do Centro de Políticas, Saúde e Pesquisa em Pediatria Oral e Odontológica da Academia Americana de Pediatria. “A irrupção (ou erupção) dos dentes pode causar desconforto e irritação, mas não febre alta, com temperatura maior que 38ºC”, diz Marcelo Bönecker, professor titular de Odontopediatria da Universidade de São Paulo (USP). Para o especialista, a sensação das crianças é parecida com o que sentem os adultos quando nasce o dente do siso. “É um incômodo”, resume.

Tudo na conta do dente

Mas, então, de onde vem a ideia de que a febre está relacionada

Posted in Artigos
0 5 de março de 2018

Sucesso nos sorrisos dos famosos, sonho de 10 em cada 10 brasileiros vaidosos, o clareamento dental virou uma tendência, quase um procedimento obrigatório para quem deseja (ou precisa) impressionar pela boca. Além do aspecto limpo e bem cuidado, dentes branquinhos chamam a atenção e destacam bem o rosto. Entretanto, é preciso ficar atento a uma série de fatores para que o processo seja executado com o sucesso esperado. O custo nos consultórios ficou mais baixo, o acesso mais amplo, mas é sempre bom lembrar que o procedimento exige produtos químicos fortes e, mais do que isso, uma manutenção bastante cuidadosa em casa. Nem é preciso dizer, mas nunca é demais lembrar: soluções clareadoras que prometem milagres a quilômetros de distância do seu dentista estão proibidas. Não se deixe seduzir pelos tentadores canais de televendas: quanto mais volume de produtos e tempo de uso, maior o risco de sensibilidade, dores, irritação nas gengivas, desgaste do esmalte do dente e restaurações e próteses mais escuras. Não é de hoje que pesquisas sobre o assunto são pauta nas universidades brasileiras, por exemplo. Equipe do Departamento de Odontologia Restauradora da Faculdade de Odontologia (FO) da UNESP, campus de São José dos Campos, estuda há mais de 10 anos os efeitos de produtos clareadores sobre a polpa (a parte viva do dente) e sobre os tecidos que dão s

Posted in Artigos
0 5 de fevereiro de 2018

Os pais estão constantemente preocupados com o bem-estar de seus filhos. Sempre checando se estão bem, se fizeram uma refeição saudável ou escovaram os dentes corretamente. Apesar de toda essa preocupação, chega uma hora que a criança cresce, começa a ter compromissos fora de casa e os papais e mamães corujas precisam orientar sobre a prática de todos esses hábitos por conta própria. Siga esses passos: 1 – EXPLIQUE A IMPORTÂNCIA DE ESCOVAR OS DENTES De nada adianta encher seu filho de cremes dentais e escovas se ele não entender a real necessidade de tudo isso. Não faça da higiene bucal ser algo forçado, mas tem que ser natural, como tomar banho ou se alimentar. Toda criança que aprende a tratar dos dentes e da boca desde cedo vai manter esse hábito pelo resto da vida. É importante que os pais ensinem para os seus filhos o uso de todas as ferramentas, como fio, escova e creme dental e o enxaguante sem álcool bem refrescante. Quando ele entender a importância de tudo isso, a higiene bucal vai ser muito mais do que um simples ritual diário. 2- PREPARE UM KIT BUCAL NA MOCHILA DO SEU FILHO Para a criança levar a sério a rotina de cuidados com os dentes, deve-se investir com a orientação todos os dias. Uma boa maneira de fazer isso fora de casa é reservar um kit de higiene bucal com escova de ce

Posted in Artigos