Artigos, Curiosidades e Vídeos

0 17 de janeiro de 2018

Existe uma via de mão dupla entre doenças bucais e diabetes. Por um lado, o diabético tem mais chances de desenvolver inflamações e infecções na gengiva. Por outro, estudos comprovam que a presença de doenças gengivais contribuem para elevar as taxas de açúcar do sangue, tornando mais difícil o controle do diabetes. É importante dar atenção, mais uma vez, para a estreita relação entre saúde bucal e saúde sistêmica (isto é, a saúde de todo o organismo). Tudo está interligado! Os diabéticos têm maior risco potencial para desenvolver doenças gengivais avançadas, porque geralmente são mais suscetíveis às infecções bacterianas, e isso também dificulta o combate às bactérias que invadem o tecido gengival, entre os dentes. Sem o devido controle dos níveis de açúcar no sangue, o diabético tem mais riscos de desenvolver inflamações e infecções nas gengivas, que pode evoluir pra periodontite, e de vir a sofrer também perdas de dentes por conta disso. Mas é preciso não esquecer que pessoas que estão nos chamados grupos pré-diabéticos, por exemplo, com taxas de glicose elevadas por causa de fatores como obesidade e sedenta

Posted in Artigos
0 10 de janeiro de 2018

O bruxismo ou briquismo é representado pelo ato voluntário ou involuntário de ranger ou apertar dos dentes a partir de uma atividade parafuncional, que torna o tratamento do bruxismo um pouco mais difícil, pois necessita de um diagnóstico aprofundado.

Este problema é caracterizado por uma hiperatividade muscular dos músculos faciais, em especial os da mastigação, podendo ocorrer tanto de dia quanto à noite, durante o sono.

Atrapalha diretamente a qualidade do sono, interferindo na qualidade de vida da pessoa. Ela passa a ter sonolência diurna, perda ou aumento abrupto de apetite, falta de concentração e um nível elevado de mau humor.

Geralmente o bruxismo está relacionado ao alto nível de estresse, que aumenta ainda mais com as consequências da perda da qualidade do sono. Isso aumenta ainda mais o bruxismo, com piora ainda maior do sono… Ou seja é um ciclo vicioso progressivo que pode levar consequências devastadoras ao organismo.

Crianças podem ter bruxismo!

As crianças em fase de desenvolviment

Posted in Artigos
0 12 de dezembro de 2017

Que muita gente não consegue fazer tratamentos odontológicos regulares nos consultórios, por falta de dinheiro, isso é fato. Mas você já se questionou dos motivos disso?

Para grande parte da população, realmente é bastante caro manter os dentes em ordem. Os produtos em geral são de custo bastante elevado – desde as escovas aos enxaguantes bucais. Dados divulgados pelo próprio Conselho Federal de Odontologia apontam que cerca de 20% dos brasileiros não conseguem bancar financeiramente os tratamentos oferecidos em consultório.

Entretanto, você já parou para pensar nas razões?

Veja bem: o conceito de “caro” passa muito mais pela nossa cultura do que por um demonstrativo de gastos. Até um tempo atrás, tratamento em consultório era considerado um luxo, reservado apenas para pessoas de posses, mais abastadas. E esse conceito permaneceu com o tempo, tratado muito mais do que uma escolha supérflua do que uma condição essencial de saúde.

Basta pensar

Posted in Artigos
0 25 de novembro de 2017

Com as técnicas e cuidados corretos, não é preciso ter medo antes, nem durante ou depois!

É sempre um drama e não importa a idade: o fantasma da extração de dentes consome adultos, adolescentes, crianças. E não vem sozinho, já que traz consigo o apanhado de várias lendas como consumir somente alimentos gelados, pouca movimentação e, claro, a pior delas que é o medo da dor intensa. Quem nunca passou por essa?

Qualquer extração de dentes contém um fator psicológico bastante importante e, por isso, mexe tanto com as pessoas. Mesmo quem não tem medo da cadeira acaba sofrendo por antecipação. Afinal, muita gente encara a retirada dos dentes como uma mutilação. E isso é quase uma tradição, um senso comum, há muito tempo.

Na maioria das cirurgias não há segredo, pois são realizadas com todo o cuidado, sem pressa e com anestésicos tópicos (a pomadinha) e locais de última geração, bem eficiente

Posted in Artigos
0 8 de novembro de 2017

Organizar o casamento é uma delícia e uma loucura ao mesmo tempo. Independentemente do tamanho da cerimônia e da festa, todas as noivas querem que seu dia seja perfeito e por isso é bom planejar todos os detalhes com carinho e cuidado, inclusive o sorriso Já pensou em fazer um clareamento dental antes do casamento para elevar autoestima e sorrir com segurança? O procedimento para noivos é bastante procurado e recomendado. Dentes brancos fazem toda a diferença no sorriso para fotografias e filmagens feitas no casamento. Na maioria das vezes é a NOIVA quem cuida dos preparativos do casamento, mas, naturalmente, o NOIVO pode e deve ser incluído nesse cuidado com a estética do sorriso para que ambos sintam-se a vontade para sorrir com segurança. O clareamento dental para a noiva, noivo e outras pessoas que irão ao casamento, como, por exemplo, padrinhos e pais, deve ser planejado com antecedência para que não ocorram imprevistos próximos ao dia da cerimônia, pois podem ser necessários correções de restaurações existentes nos dentes anteriores (da frente) para deixar tudo em harmonia. A técnica de clareamento dental remove pigmentos causadores das manchas externas e alguns de origem interna ao esmalte e dentina. É um procedimen

Posted in Artigos
0 31 de outubro de 2017

Você sabia que a escovação antes de dormir é a mais importante?

Deixar de fazer a higiene bucal antes de se deitar aumenta a proliferação de bactérias, como provavelmente você já sabe, mas não é o único fator que relaciona o estado de nossa boca ao nosso sono.

Quando dormimos, o fluxo salivar diminui e os restos de alimentos se tornam um prato cheio para as bactérias da boca. A saliva controla a acidez bucal e impede o aumento de bactérias, além de lubrificar o meio bucal. Dessa forma, essa escovação diminui a incidência de cáries e gengivite. O uso concomitante de fio dental e enxaguantes bucais, além das escovações após as outras refeições do dia também são fundamentais para manter as bactérias atuando minimamente.

A má higiene antes de dormir leva também ao mau hálito quando você acorda. A gengivite ocasionada pela escovação deficiente pode evoluir para a periodontite, que é a i

Posted in Artigos
0 22 de outubro de 2017

Montar uma nécessaire para levar ao trabalho parece simples. Mas é sempre bom ter aquela forcinha dos Dentistas, quando o assunto passa pelos itens de higiene bucal indispensáveis para depois daquele almoço com o chefe – seguido de uma longa reunião.

Parece bobagem, mas acertar nos produtos que você carrega dentro da bolsa ou nécessaire (sendo homem ou mulher, não importa) pode economizar muito do seu tempo – e ainda dores de cabeça futuras. Muita gente se esquece que, após 30 minutos das refeições, é fundamental tirar uns minutinhos para cuidar dos dentes, mesmo que o dia esteja infernal ou corrido. Esse cuidado pode poupar dores e, principalmente, dinheiro, quando transforma

Posted in Artigos
0 16 de outubro de 2017

Todo mundo sabe que a escova de dentes é de uso indispensável pra quem quer manter a saúde bucal em dia e conta com o fio dental como aliado. Mas, você sabe como cuidar dela direitinho?

  Veja algumas dicas simples pra manter a ‘saúde’ de sua escova em dia, mantendo-a limpa e armazená-la de forma correta, evitando que bactérias se proliferem e prejudiquem seus dentes e sua saúde: 1. Terminada a escovação, enxague bem a escova de dentes em água corrente e retire o excesso com uma pequena batida na escova. Depois pingue um pouco de antisséptico bucal; 2. Guarde-a em local protegido e use, de preferência, aquelas capinhas que protegem as cerdas; 3. Não guarde as escovas de dentes dos familiares juntas, pois é aconselhável evitar o contato entre elas, já que pode causar o que chamamos de contaminação cruzada, que é quando as bactérias e germes ‘pulam’ de uma escova para outra e todo mundo ‘divide’ um eventual problema de saúde. Mesmo que todos estejam bem, siga essa regra sempre! 4. É comum entre todos os especialistas recomendar a troca a cada três meses ou quando as cerdas estiverem prejudicadas. Por isso é bom regular a força da escovação para não desgastar o esmalte nem agredir as gengivas

Posted in Artigos
0 29 de setembro de 2017

Na fase inicial, a chance de cura é de acima de 80%. Já em fase avançada cai para cerca de 40-50%.

Falando de Câncer, quando se tratar de prevenção e diagnóstico precoce, o cirurgião-dentista tem papel fundamental, já que o paciente vai com mais frequência a uma consulta odontológica do que a uma consulta médica. Como o importante é prevenir, consultas regulares ao cirurgião-dentista podem ter um peso fundamental, pois, diagnósticos precoces podem significar maior índice de cura. Às vezes há uma pequena lesão, ou bolhas, que mudam de tamanho e se movimentam, que podem ser desde glândulas salivares entupidas ou um adenocarcinoma. Muitos confundem com herpes labial, por isso o Dentista é o profissional indicado para avaliar cada caso.  Não dá pra contar apenas com a sorte… O paciente com suspeita é encaminhado à um serviço especializado, onde é examinado e, caso a lesão tenha de ser removida, ela é enviada para análise em laboratório para o perfeito diagnóstico e planejamento de eventual tratamento, caso seja necessário. E não é só o câncer de boca que pode ser identificado na cadeira do dentista. Existem alguns cânceres que, em fase avançada, de metástase, começam a se manifestar também na boca, como o câncer de mama

Posted in Artigos
0 13 de setembro de 2017

Já tem mais de 60 anos? Algum familiar tem? É hora do Dentista!! Veja neste artigo alguns cuidados recomendados para a saúde bucal da pessoa com mais de 60 anos. A atenção deve ser redobrada para evitar problemas e a visita ao Dentista deve ser regular para que sejam verificados alguns níveis de normalidade. Os cuidados devem começar com a escovação dentária. Independentemente da idade, ela deve ser feita de forma diária, sempre após a alimentação. Ela deve ser feita, no mínimo, três vezes ao dia. Entende-se por escovação bem feita aquela que a pessoa destine um tempo e atenção aos detalhes para isso, com uso, inclusive, do fio dental. A parte superior superior da boca deve ser escovada, a parte externa dos dentes e a interna. Todas faces merecem atenção por pelo menos 1 minuto e meio a 2 minutos. Na parte inferior da boca, da mesma forma. Não devemos esquecer durante as escovações, da língua. Nela, muitas vezes, temos agregamento de partículas de restos de alimentos. E restos de tecido da boca, que vão se descamando. Recomendamos também, para pessoas idosas que façam, ao menos uma vez ao dia, bochechos com enxaguatórios bucais. Os melhores são aqueles que apresentam em sua formulação a clorexidina a 0,12%. Este produto químico faz com que o paciente possa ter um melhor controle da placa bacteriana, q

Posted in Artigos
0 29 de agosto de 2017
Evitar ou adiar o tratamento torna tudo mais complicado, caro e demorado. A Prevenção é a solução mais indicada!
Se você tem fobia de dentista, marcar uma consulta pode não ser a coisa mais agradável a fazer durante o dia. Define-se “fobia” como o medo irracional que leva uma pessoa a evitar situações, objetos ou atividades desagradáveis. Muitas pessoas têm medo de dentista apenas porque cresceram ouvindo seus pais falarem que não gostavam de ir ao consultório e isto as marcou desde a infância. Outras pessoas dizem ter medo de dentista porque passaram por uma experiência negativa no consultório durante algum procedimento ou porque tomaram uma injeção dolorosa. Ou ainda assistindo filmes, desenhos e programas que retratam o tratamento odontológico como algo desagradável. Tudo errado. Se você tem medo, temos algumas dicas que podem fazer de sua ida à Clínica de Odontologia Integrada uma experiência positiva. Se ainda não tiver decidido, converse com sua família ou seus amigos e colegas e pergunte o nome do profissional da Clínica que os atende e o que acham do trabalho dele. Conversar com outras pessoas é uma boa maneira de encontrar o de

Posted in Artigos
0 23 de agosto de 2017

Hálito puro e sorriso saudável são o resultado de uma boa higiene bucal. Isso significa que:

  • Seus dentes ficam limpos e livres de resíduos alimentares;
  • A gengiva não sangra nem dói durante a escovação e o uso do fio dental;
  • O mau hálito deixa de ser um problema permanente.

Consulte o seu dentista caso sua gengiva doa ou sangre quando você escova os dentes ou usa fio dental, e principalmente se estiver passando por um problema de mau hálito. Essas manifestações podem ser a indicação da existência de um problema mais grave. Seu dentista pode ensiná-lo a usar técnicas corretas de higiene bucal e indicar as áreas que exigem atenção extra durante a escovação e o uso do fio dental. Como garantir uma boa higiene bucal? Uma boa higiene bucal é uma das medidas mais importantes que você pode adotar para manter seus dentes e gengiva em ordem. Dentes saudáveis não só contribuem para que você tenha uma boa aparência, mas são também importantes para que você possa falar bem e mastigar corretamente os alimentos. Manter uma boca saudável é importante para o bem-estar geral das pessoas. Os cuidados diários preventivos, tais como uma boa escovação e o uso correto do fio dental, ajudam a evitar que os problemas dentários se tornem mais graves. Devemos ter em mente que a prevenção é a maneira m

Posted in Artigos